Tuesday, July 10, 2007

águas que são espelhos


Fiquei assim a olhar o cair da água, ao ritmo dela,
regato cadenciado na transparência dos modos
e eu ali infiltrando-me no direito de estar por conta e risco;


Risco os dias e não sei de outras fontes,
de outras águas, de outros espelhos…


6 comments:

Mo said...

e é bem bom :D

Fatyly said...

Com a monotonia instalada é bem dificil mas nunca impossível para se ver...novas águas...

Beijos

peciscas said...

A àgua, com os seus murmúrios, as suas cores, os seus mistérios,sempre nos atrairam.
E a sensação de serenidade, introspecção, que estas imagens nos sugerem, foram muito bem captadas pelas tuas palavras.

mfc said...

A vida, tal como a água, renova-se a cada dia.
A vontade de viver é que nos sustenta. Os rios também são comprimidos pelas margens, mas seguem sempre em frente.

addiragram said...

Infiltra-se sempre em nós o desejo de renascer e à água vamos buscar
forças e lavar a alma. Um beijo querida amiga.

Toze said...

e são mesmo !